Coaching Parental

O conceito de educar vai muito além do ato de transmitir conhecimento. Educar é estimular o raciocínio, é aprimorar o senso crítico, as faculdades intelectuais, físicas e morais.
Educar é favorecer a criatividade, o autoconhecimento, a perspectiva de futuro.
Educar é uma função de todos: pais, professores, cuidadores.
Todos têm suas responsabilidades e impactos na vida de uma criança e é certo que todos deixarão suas marcas, contribuirão para seu crescimento, para seu futuro pessoal e para o futuro de toda a sociedade.
Ao educar uma criança, a ajudamos a sonhar, a acreditar, a alcançar todo seu potencial.
Quando notamos, ouvimos e educamos uma criança, repassamos por nós mesmos, nos deparamos com nossas potencialidades e fragilidades, nos corrigimos, nos melhoramos.Quando educamos uma criança, nos humanizamos!

A humanidade está em constante mudança. Seus valores, crenças, seus hábitos.
E o olhar dessa sociedade para as crianças também evoluiu; a concepção de infância dos dias atuais é bem diferente de alguns séculos atrás.
No principio, as crianças eram consideradas adultos imperfeitos, depois tábulas rasas.
Já foram obstáculos que atrapalhavam a vida dos pais, algumas vendidas como escravos, depois vistas como adultos em miniatura; passaram a ser “o novo homem a ser formado” a partir de uma educação rígida e autoritária; eis aí a época dos colégios internos. Precisavam ser “adultizadas” para o trabalho.
Apenas no séc XIX é que a criança passa a ser considerada importante, motivo de atenção e cuidados. A partir do século XX, um novo olhar surge valorizando o cuidado afetivo e o respeito às necessidades da infância.
Séculos de caminhada na evolução do conceito, até que, com a revolução digital dos anos 90 , essas crianças que pouco representatividade tiveram por tanto tempo, adquirem rapidamente um acesso irrestrito à informação, conhecimento e poder de questionamento. Surgem as gerações X, Y, Z e Alpha em menos de 30 anos… E então, como educar diante de tantas mudanças?

Educar não é fácil. Exige conhecimento, equilíbrio emocional e muita reflexão.
Crianças, famílias e necessidades são diferentes e cada momento exige uma postura específica do adulto.
Há diferentes estilos de educação que podem ser definidos como autoritário, democrático e permissivo. A literatura em geral nos conduz ao estilo democrático, mas sabemos que na prática há momentos em que a necessidade nos exige transitar entre os outros, o que por vezes se torna delicado, podendo nos trazer alívio ou culpa. A sabedoria está exatamente na capacidade de transitarmos entre os estilos, avaliando antecipadamente a situação, a criança e nosso estado emocional para que essa escolha possa ser assertiva. Esse não é um trabalho simples, exige muita reflexão, treino e autocorreções constantes, mas o resultado, certamente será muito positivo.

As crianças são únicas, possuem características, necessidades e expectativas próprias.
Por esse motivo, não há como se desenhar uma “receita de bolo” para a educação de um filho.
Como pais, precisamos sempre buscar novos conhecimentos, ajuda e orientações sobre as condutas que adotamos e as demandas de nossos pequenos. Quanto mais nos dedicarmos a isso, melhores frutos nosso filhos irão colher.
Atualmente não podemos mais dizer que nossa experiência de filhos nos basta para que eduquemos os nossos.
Os desafios são grandes, diferentes e as exigências do mundo não nos permitem basear-nos apenas no conhecimento de nossos antepassados. Assim como as crianças estão se formando, nós, como pais, precisamos acompanhá-las nesse caminho.

A filosofia coaching acredita que todos nós temos um potencial enorme a ser explorado. Para que tal potencial seja desenvolvido é necessário muito autoconhecimento, entender as emoções, realizar ações e parar para reflexões. Tudo isso consegue-se através do uso de ferramentas e perguntas poderosas que todo o processo de coaching contém. Coaching é um método com foco na solução e vem nesse momento para nos ajudar a aprimorar nossas qualidades e desenvolver aquelas nas quais ainda precisamos melhorar para conquistar o que queremos.
Coaching é um processo de desenvolvimento humano que visa levar a pessoa de um estado atual para um estado desejado, conquistando maior qualidade de vida e tornando-a cada vez mais assertiva em suas decisões.

Quando estamos bem, podemos dar o nosso melhor especialmente para nossos filhos e assim conseguir fazer com que se tornem os melhores seres humanos que eles podem ser. Por se tratar de um método inovador e eficaz para se conseguir resultados a curto, médio e longo prazo, o coaching tem sido cada vez mais utilizado na educação. Vem para ajudar os pais encarar essa importante tarefa de maneira mais profissional. Muitas vezes apenas a intuição não basta, mas saiba que mesmo nos dias de hoje é possível criar um filho com valores, autoconfiante, responsável e acima de tudo feliz. O coaching ainda permite aos pais descobrirem formas inovadoras para obter prazer e satisfação na vida em família, diminuir os níveis de stress e aumentar as energias. O objetivo central do coaching para pais é trazer à consciência de quem somos como pais e mães e quais competências e qualidades possuímos e quais devem ser desenvolvidas.

Quer saber mais sobre como o coaching parental pode te ajudar?